Arquivos da categoria: Posts

Festa Cult 22, 31 Anos: imagens oficiais

Foto 1Para encerrar as comemorações dos 31 anos do Cult 22, segura esse #tbt com as fotos oficiais da festa que rolou no dia 5 de novembro no Velvet Pub!

Álbum do fotógrafo Paulo Raimundo: veja

Álbum do fotógrafo Danillo Luiz: veja

Produção: Marcos Pinheiro e Eliane de Castro

DJs: Abelardo Mendes Jr, Bode Velho, Daniel Lansky, Dena Clara, Ed, Erika Meier, Maraskin, Marcos Pinheiro, Obi-wan-ca, Raí, Schwnck e Zeca

Programa Cult 22 (25/11/2022): set list e podcast

CULT 22 - 25.11.2022Confiram o que rolou na edição desta semana (25/11) do programa Cult 22 pela Rádio 4 Tempos (www.radio4tempos.com.br) em transmissão simultânea com a Radioweb Cult 22

Produção e apresentação: Marcos Pinheiro
Participações: Abelardo Mendes Jr (“Ideia Nova”) e Erika Meier (“Transmission”)
Entrevista: banda Fosco

Ouçam:

SET LIST

1º Bloco – Homenagens + Agenda Cult 22
Erasmo Carlos – “Minha Fama de Mau” (morte aos 81 anos)
Björk – “I Miss You” (57 anos)
Screaming Trees – “Bed of Roses” (Mark Lanegan, 58 anos)
Tina Turner – “Rock Me Baby” (83 anos)
Jimi Hendrix – “Fire” (nascido em 27/11/1942)
Hateen – “Coração de Plástico” (show na Infinu, 506 Sul)

2º Bloco – Cult Entrevista
Fosco – “Passado”
Fosco – “Prepotência”
Fosco – “Precaução”

3º Bloco – Ideia Nova (com Abelardo Mendes Jr)
Sebadoh – “License to Confuse”
Pavement – “Summer Babe (Winter Version)”
Beat Happening – “Hot Chocolate Boy”
Guided by Voices – “Motor Away”
Dinosaur Jr. – “Feel the Pain”
Liz Phair – “Stratford-on-Guy”
The Magnetic Fields – “Papa Was a Rodeo”

4º Bloco – Transmission (com Erika Meier)
French Police – “Dance With Me”
Spastic Joy – “Lebensborn”
The Cult – “Hollow Man”
The Sweet Kill – “Darkness”

5º Bloco – Trocando a Língua – Rock da Suíça
Rumpelstilz – “Kiosk”
Subzonic – “Spiegelbild”
The Young Gods – “Mackie Messer”
Eluveitie – “Omnos”
Gothard – “Bang!”
___________________________

CULT 22 - 25.11.2022 (PRÊMIOS)PROMOÇÕES CULT 22

Tatuagem (Joubert Tattoo)
. Carlos Santana
* Produção do Cult 22 vai entrar em contato para informar como fazer a tatuagem

___________________________

CULT 22 - Promoção Cerrado BeerPROMOÇÃO RADIOWEB CULT 22

Sorteio do 40º kit da Cerrado Beer – A Cerveja Artesanal do Cerrado
. Frederico Rodrigues Pereira
* A produção do Cult 22 vai entrar em contato para informar como retirar o kit

Brasília Connection: outros cinco novos vídeos

Brasília ConnectionA coluna Brasília Connection do blog Cult 22 apresenta os videoclipes do rock independente do Distrito Federal: pintou material novo, a gente publica. Quem quiser divulgar na coluna é só mandar o link do vídeo para o nosso e-mail cult22@cult22.com.

Mas atenção: tem que ser de banda ou artista de rock (qualquer estilo), formada no DF e que seja videoclipe. Não valem apenas imagens de shows ou de estúdio sem um mínimo de produção e direção. A ideia é valorizar – e até estimular – a produção dos videoclipes locais, ok?

E a coluna apresenta essa semana novos vídeos das bandas Escolta, My Last Bike, Rócna, Sem Fuga BSB e Trampa:

Escolta – “Afronta”

My Last Bike – “Santo Sicário”

Rócna – “Mais Que Uma Lembrança”

Sem Fuga BSB – “Consciência”

Trampa – “Fogo”

Programa Cult 22 (18/11/2022): set list e podcast

CULT 22 - Painel 18.11.2022Confiram o que rolou na edição desta semana (18/11) do programa Cult 22 pela Rádio 4 Tempos (www.radio4tempos.com.br) em transmissão simultânea com a Radioweb Cult 22

Produção e apresentação: Marcos Pinheiro
Participação: Octávio Schwenck Amorelli (“Lado C”)

Ouçam:

SET LIST

1º Bloco – Dia da Consciência Negra
Chuck Berry – “Let It Rock”
Little Richard – “Keep a knockin’”
Jimi Hendrix – “Crosstown Traffic”
Bad Brains – “Destroy Babylon”
Prince – “Raspberry Beret”
Lenny Kravitz – “Are You Gonna Go My Way”
Living Colour – “Elvis Is Dead”
Black Pantera – “Baculejo”

2º Bloco – Comum de Dois
Brendan Benson – “Get It Together” (52 anos)
Beastie Boys – “Get it Together” (Mike D, 57 anos)
Jeff Buckley – “Grace” (nascido em 17/11/1966)
Supergrass – “Grace”

3º Bloco – Lado C (com Octávio Schwenck Amorelli)
Yeah Yeah Yeahs – “Machine”
Yeah Yeah Yeahs – “Graveyard”
Yeah Yeah Yeahs – “Bang”
Yeah Yeah Yeahs – “Mistery Girl”
Yeah Yeah Yeahs – “Miles Away”
Yeah Yeah Yeahs – “Our Time”

4º Bloco – Cult Lançamento
Neil Young – “Break The Chain”
Simple Minds – “First You Jump”
Red Hot Chili Peppers – “The Drummer”
The Smashing Pumpkins – “Hooray!”

5º Bloco – Trocando a Língua – Rock da Sérvia
Riblja Corba – “Na Zapadu Ništa Novo” (“Nada de Novo no Oeste”)
Ekatarina Velika – “Stvaran Svet Oko Mene” (“O Mundo Real ao Meu Redor”)
Bjesovi – “Dar” (“Um Presente”)
Block Out – “Manastir” (“Mosteiro”)
Repetitor – “Suženi Snovi” (“Sonhos Estreitados”)

6º Bloco – Agenda Cult 22
Sessa – “Canção da Cura”
Mitsein – “Before I Die”
Ratas Rabiosas – “Guerra Urbana”
Helmet – “Unsung”
A Banda Mais Bonita da Cidade – “O Mais Feliz da Vida”
___________________________

CULT 22 - 18.11.2022 (PRÊMIOS)PROMOÇÕES CULT 22

Tatuagem (Joubert Tattoo)
. Jairom Rio Branco
* Produção do Cult 22 vai entrar em contato para informar como fazer a tatuagem

Brasília Connection: mais cinco novos vídeos

Brasília ConnectionA coluna Brasília Connection do blog Cult 22 apresenta os videoclipes do rock independente do Distrito Federal: pintou material novo, a gente publica. Quem quiser divulgar na coluna é só mandar o link do vídeo para o nosso e-mail cult22@cult22.com.

Mas atenção: tem que ser de banda ou artista de rock (qualquer estilo), formada no DF e que seja videoclipe. Não valem apenas imagens de shows ou de estúdio sem um mínimo de produção e direção. A ideia é valorizar – e até estimular – a produção dos videoclipes locais, ok?

E a coluna apresenta essa semana novos vídeos das bandas Corujones, MIV e Caracol.A e das cantoras Haynna e Mariana Camelo:

Corujones – “Grão de Estrela (It’s Alright)”

Haynna + Lídia Dallet – “Porta do Meu Peito”

Mariana Camelo – “Baile das Águas”

MIV – “Melhor Assim”

Caracol.A – “A Queda”

The Killers e sua apoteose em Brasília

THE KILLERS PUBLICO

Por Marcos Pinheiro
Fotos: Chris Phelps / Divulgação
Vídeo: Eliane de Castro

THE KILLERS BRANDON FLOWERSBrandon Flowers, 41 anos, se tornou um dos grandes performers da atual geração do rock mundial. Tem ótima voz, carisma, simpatia e energia contagiantes, que tornam grandiosos os shows do The Killers. Suas músicas possuem força para conquistar fãs e encher arenas. Explosões de confetes e serpentinas, luzes de raio laser, queima de fogos de artifício e belas projeções de fundo – várias delas remetendo a imagens de cassinos da cidade natal, Las Vegas – são mera “decoração” em todo esse ritual. A banda norte-americana, há 21 anos na estrada e com sete discos de estúdio, tem competência suficiente para entregar um espetáculo de alto nível, independente disso.

Eram 22h34, apenas quatro minutos além do previsto, quando The Killers subiu ao palco montado dentro do Estádio Mané Garrincha – a agora Arena BRB -, em Brasília, na noite de segunda-feira (14/11), para encerrar o festival Metrópoles Music. A chuva persistente, que incomodou bastante o público nos shows de abertura de Jovem Dionísio, Raimundos e Capital Inicial – e provavelmente comprometeu sua presença no evento, que reuniu em torno de 15 mil pessoas – simplesmente foi se esvaindo ao som de “My Own Soul’s Warning”, que abre o set dos norte-americanos. E não mais voltou durante a 1h40 de apresentação, com 21 músicas, incluindo uma inusitada surpresa (veja a lista completa abaixo). Pacto celestial ou “milagre” do rock and roll?

THE KILLERS INFINITOA nova formação ao vivo parece ter dado um “gás” ao outrora quarteto. Sem os originais Mark Stoermer e Dave Keuning – nos últimos anos presentes apenas em discos -, o barbudo guitarrista Ted Sablay ganhou protagonismo figurando na linha de frente ao lado do excelente baterista Ronnie Vannucci Jr., completados por Taylor Milne (guitarra), Jake Blanton (baixo) e Robbie Connolly (teclados). O set list foi seguindo o roteiro dos três shows anteriores pela América do Sul, conforme publicamos aqui no blog. A partir da sexta música, “Shot at the Night”, veio o reforço das backing vocals Amanda Brown, Erica Canales e Danielle Withers.

Flowers, sempre empolgado – só eu achei ele parecido com o (ator) Mateus Solano? -, já tinha mandado bem no português. “Brasília, finalmente! Podemos mostrar como se faz em Las Vegas? Bora! Come on!”, gritou o vocalista, que ainda agradeceu o público: “Obrigado”. Veio a catártica dobradinha em “Human” – com o telão mostrando diversas pessoas dançando ou se movimentando em janelas de um edifício – e “Somebody Told Me”, um dos momentos mais aguardados. Com a plateia definitivamente conquistada, The Killers pode se arriscar ao apresentar a novíssima “Boy”, lançada este ano, emendada com “Runaway Horses”, única música vinda do mais recente disco, “Pressure Machine” (2021) – e que nessa breve pelo continente só havia sido tocada em Bogotá.

THE KILLERS BRANDON FLOWERS 2Eis que, após “A Dustland Fairytale”, veio a tal surpresa: Brandon Flowers recitou os versos de “Sozinho”, canção de autoria do paulista Peninha que se tornou sucesso nacional (em 1999) na voz do baiano Caetano Veloso. Poderia soar piegas, mas foi bonito, com a galera cantando em coro. O cantor americano, feliz com o retorno do público, elogiou: “Eu sei o que significa, essa é uma linda música”. “Runaways”, “Read My Mind” e “All These Things That I’ve Done” foram os destaques da reta final da primeira parte do show, encerrada às 23h53.

THE KILLERS BATERIANão demorou quase nada e The Killers voltou para o previsto “bis” com mais três músicas, encerrado com a apoteótica “Mr. Brightside” que, ao vivo, ganhou uma espécie de “versão estendida”, com levada mais lenta no início. Com a audiência em delírio, Brandon Flowers deixou o palco e abriu espaço para um competente solo de bateria de Ronnie Vannucci Jr. seguido por breve queima de fogos de artifício iluminando o céu de Brasília, aquela altura já sem sinais de chuva. 0h14, fim dos trabalhos.

Que a iniciativa do Metrópoles Music se multiplique, trazendo mais e mais grandes atrações internacionais para a capital do país. Eventos ao ar livre estão sujeitos a intempéries da natureza, mas vamos combinar: novembro é um notório mês chuvoso na cidade. Lembremos de Paul McCartney (2014), Guns n’Roses (2016) e até do Festival Porão do Rock (2017), só para citar alguns. Sabemos que no meio do ano existe a forte concorrência no showbizz com os festivais de verão da Europa e Estados Unidos. Fica a (óbvia) dica aos produtores locais: “colem” com eventos nacionais, tipo Lollapalooza (realizado entre março e abril) ou Rock in Rio (setembro), e tentem “importar” esses shows gringos em épocas mais propícias climaticamente. Brasília agradece.

THE KILLERS PUBLICO 2SET LIST
“My Own Soul’s Warning”
“Enterlude”
“When You Were Young”
“Jenny Was a Friend of Mine”
“Smile Like You Mean It”
“Shot at the Night”
“Running Towards a Place”
“Human”
“Somebody Told Me”
“Boy”
“Runaway Horses”
“A Dustland Fairytale”
“Sozinho” (Caetano Veloso cover)
“Runaways”
“Read My Mind”
“Dying Breed”
“Caution” (with “Rut”)
“All These Things That I’ve Done”
Bis
“Spaceman”
“Just Another Girl”
“Mr. Brightside”